para que eu Te cante louvores sem parar. Sim, Senhor, meu Deus, sempre Te darei graças, por toda a minha vida. Salmo 30.12
Daily reading in version Novo testamento Versão Palavra Viva/Velho testamento Bíblia Viva - Portuguese


Naum 1
Naum 2
Naum 3
João 3.22-36

Naum 1


1
ESTA É A VISÃO que o Senhor deu a Naum, que vivia em Elcós. Ela trata do julgamento prestes a acontecer contra Ninive:
2
Deus tem ciúmes daqueles a quem Ele ama. É por isso que Se vinga dos que os maltratam. Ele destrói furiosamente os inimigos do seu povo.
3
Deus demora a perder a paciência, mas quando se irrita, o seu poder é inacreditável e não perdoa facilmente o culpado. Ele mostra seu poder nas grandes tempestades e nos furiosos temporais. As nuvens imensas são como poeira debaixo de seus pés!
4
À sua ordem os oceanos e rios se transformam em terra seca. Os pastos verdejantes de Basã e Carmelo secam e as florestas do Líbano murcham completamente.
5
Em sua presença as montanhas estremecem e os morros se derretem; a terra se desfaz e seus habitantes são destruídos.
6
Quem pode suportar um Deus enfurecido? Quem fica firme quando Ele está zangado? A sua fúria é como o fogo. As montanhas desmoronam por causa da sua ira.
7
O Senhor é bom. Quando chega a aflição, Ele é o lugar em que nós podemos nos esconder! Ele conhece todos os que nEle confiam.
8
Mas arrasa seus inimigos com uma tremenda inundação. Ele os persegue através da noite. E assim será com Ninive.
9
Em que você pensa, Ninive, para desafiar o Senhor? Com um só golpe Ele a deterá. Nem vai ser preciso um segundo golpe!
10
Ele lança seus inimigos ao fogo como um monte de ramos de espinheiro. Eles queimarão como palha. E quanto mais duros são, pior para eles.
11
Quem é esse seu rei que tem a audácia de fazer planos contra o Senhor?
12
O Senhor não tem medo dele! "Mesmo que arme um exército de milhões de soldados", diz o Senhor, "este vai desaparecer". Ó meu povo, eu já os castiguei bastante!
13
Agora vou quebrar suas cadeias e libertá-los da escravidão ao rei da Assiria.
14
E ao rei da Assíria Ele diz: "Já decretei o fim de sua família real. Seus filhos não se sentarão no trono, nunca! Destruirei seus deuses de pedra e metal, e seus templos. Eu mesmo cavarei a sua sepultura! Você cometeu pecados tão horríveis que chegam até a cheirar mal!"
15
Olhem! Os mensageiros vêm correndo montanha abaixo, trazendo as boas notícias: "Os invasores foram completamente destruídos! Estamos salvos! salvos!" Ó Judá, anunciem um dia de agradecimento ao Senhor. Adorem somente a Ele, como prometeram. Nínive, sua inimiga, nunca mais marchará contra vocês. Foi destruída para sempre, nunca mais será vista.

top

Naum 2


1
NÍNIVE, SUA HORA chegou! Você já está cercada pelos exércitos inimigos! Dêem o alarme! Soldados, ocupem seus postos! Organizem os batalhões. Armem-se fortemente e vigiem com toda atenção para saber o instante exato do ataque inimigo.
2
Pois a terra do povo de Deus ficou arrasada depois de seus ataques, mas o Senhor vai restaurar a honra e o poder que eles perderam!
3
Brilham ao sol os escudos vermelhos! Começou o ataque! Vejam, seus uniformes são vermelhos! Olhem os seus brilhantes carros de guerra avançando lado a lado, puxados por fogosos cavalos!
4
Seus próprios carros, Nínive, correm loucamente pelas ruas e praças, rápidos como relâmpagos, brilhando como tochas!
5
O rei, gritando, chama seus generais. De tanta pressa, eles saem tropeçando, correndo em direção aos muros para organizar a defesa.
6
Já é tarde demais! As comportas do rio foram abertas! O inimigo entrou na cidade! O palácio entrou em pânico!
7
A rainha de Nínive é trazida nua às ruas, e levada embora como escrava, com suas servas caminhando e chorando atrás dela. Ouçam! Elas gemem como pombas e batem as mãos contra o peito!
8
Nínive é como um açude rompido! Seus soldados fogem, sem lutar: ela é incapaz de detê-los. "Parem! Parem!", grita, mas eles continuam a fugir.
9
Tomem posse da prata! Tomem posse do ouro! Há tesouros sem fim. A riqueza incalculável de Nínive será dividida entre muitas pessoas.
10
Num instante a cidade se transforma num montão de ruínas desertas. Os corações se derretem de pavor. Os joelhos estremecem. O povo de Nínive assiste a tudo isso horrorizado, branco e tremendo de medo.
11
Onde está agora a grande Nínive, o leão das nações, cheia de força t: coragem, a cidade em que tanto os velhos e fracos, quanto os jovens e fortes viviam sem qualquer receio?
12
Ó Ninive, que já foi um poderoso leão! Você esmigalhava seus inimigos para alimentar seus filhos e suas esposas. Você enchia sua cidade e suas casas de riquezas e escravos conquistados à força.
13
Agora, porém, o Senhor Se voltou contra você. Ele destrói suas armas. Todos seus carros de guerra estão largados ao acaso, silenciosos e sem terem sido usados. Seus jovens mais belos e fortes estão mortos. Nunca mais você trará escravos das nações conquistadas. Nunca mais você dará ordem ao mundo através dos seus embaixadores!

top

Naum 3


1
POBRE DE NÍNIVE, Cidade de Sangue, cheia de mentiras, carregada de roubos.
2
Ouçam! Escutem o estalar dos chicotes, o barulho dos carros de guerra avançando contra ela, o estrondo das rodas, o ruído ritmado dos cascos dos cavalos, o choque dos carros correndo loucamente pelas ruas da cidade!
3
Vejam as espadas brilhantes e as lanças faiscantes nos braços erguidos dos soldados da cavalaria! Os mortos espalhados pelo chão, os corpos, montões de cadáveres, em toda parte. Os vivos tropeçam nos mortos, levantam-se e caem novamente.
4
Tudo isso acontece porque Ninive se vendeu aos inimigos de Deus. A bela e infiel cidade, dona de encantamentos mortais, seduzia as nações com a sua beleza e depois as ensinava a adorar seus falsos deuses, enfeitiçando pessoas em toda parte.
5
"Não é à toa que me levantei contra você" , diz o Senhor dos Exércitos; "agora toda a terra verá a sua nudez e a sua vergonha".
6
"Eu a cobrirei de sujeira e mostrarei ao mundo como você é desprezível".
7
Todos os que virem à cidade, fugirão cheios de horror: "Nínive foi completamente destruída!" Mas ninguém ficará triste como que aconteceu a você! Ninguém mesmo!
8
Por acaso você é melhor que, Tebas, situada junto ao Nilo, protegida. de todos os lados pelos braços do rio?
9
A Etiópia e toda a terra do Egito eram aliadas de Tebas, que podia depender delas para uma ajuda constante, bem como de Pute e da Líbia.
10
Apesar de tudo isso, Tebas foi conquistada e seus habitantes foram levados como escravos. Seus filhos foram mortos, lançados violentamente contra as pedras das ruas. Os soldados assírios tiravam a sorte para ver quem ficava com as pessoas importantes como escravos. Todos os líderes de Tebas foram acorrentados.
11
Nínive também vai tropeçar como um bêbado, e vai se esconder do inimigo, cheia de medo.
12
Todas as suas fortalezas cairão. Serão devoradas como os primeiros figos maduros que caem na boca dos que sacodem as árvores.
13
Seus soldados ficarão fracos e indefesos como mulheres. Os portões de sua terra serão inteiramente abertos aos seus inimigos e depois disso totalmente queimados.
14
Preparem-se para o cerco! Ajuntem água! Reforcem as fortalezas! Façam bastante tijolos para consertar os muros! Cavem buracos, amassem o barro e coloquem massa nas formas!
15
Mas, no meio dos preparativos, o fogo vai devorar vocês. A espada os matará. O inimigo os consumirá como os gafanhotos fazem com tudo o que está à sua frente. Não há jeito de resistir mesmo que vocês se multipliquem como insetos!
16
Os negociantes, tão numerosos quanto as estrelas do céu, encheram sua cidade de riquezas incontáveis, mas os seus inimigos avançam em bando como gafanhotos e levarão consigo todas as riquezas.
17
Seus príncipes e generais se amontoam feito gafanhoto nas cercas de plantas durante o frio, mas todos voarão e desaparecerão sem deixarem sinal, como fazem os gafanhotos quando o sol se levanta e esquenta a terra.
18
Ó rei da Assíria os seus príncipes estão mortos no pó. Seu povo está espalhado pelas montanhas. Não há um pastor para cuidar dele.
19
Não há cura para a sua ferida, ela é profunda demais! Todos que ouvirem o que aconteceu a você, baterão palmas de alegria, pois onde se poderia achar alguém que não tenha sofrido com a sua crueldade?

top

João 3

22-36
22
Depois disso, Jesus e seus discípulos foram para a zona rural de Judeia, e ele ficou um tempo ali com eles e estava batizando.
23
Neste tempo, João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque tinha muita água lá, e o povo estava vindo e sendo batizado.
24
(Isto foi antes de João ser preso).
25
Então começou uma discussão entre os discípulos de João e certo judeu por causa de questões relacionadas à cerimônia de purificação.
26
E eles foram até João e disseram a ele: “Rabi (que significa Mestre), o homem que estava contigo no outro lado do rio Jordão, aquele sobre quem você testemunhou; olha, ele também está batizando, e todos estão indo para ele”.
27
E João respondeu: “Ninguém pode receber coisa alguma se não for dada a ele do céu.
28
Vocês mesmos podem testificar que eu disse: ‘Eu não sou o Cristo, mas eu fui enviado diante dele’.
29
A noiva pertence ao noivo. O amigo do noivo, aquele que fica ao seu lado e o escuta, se alegra muito quando ouve a voz do noivo. Esta então é a minha alegria, e agora ela é completa.
30
É necessário que ele cresça e que eu diminua.
31
“Aquele que vem do alto está acima de todos. Aquele que é da terra pertence a terra e fala de coisas da terra. Aquele que vem do céu está acima de todos.
32
Ele testifica do que viu e ouviu, mas ninguém aceita seu testemunho!
33
Aquele que aceita o seu testemunho confirma claramente que Deus é verdadeiro.
34
Pois aquele a quem Deus enviou fala as palavras de Deus, pois ele dá o Espírito sem medida.
35
O Pai ama o Filho e tem entregado todas as coisas nas mãos dele.
36
Quem crê no Filho tem a vida eterna; quem não crê e não obedece ao Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele”.

top
Join our community
Facebook
Twitter