Assim diz o Senhor Deus! Cidade de Sidom, Eu sou seu inimigo; você servirá como prova do meu grande poder. O mundo saberá que Eu sou o Senhor, quando lhe der o justo castigo, quando Eu mostrar ao mundo a minha perfeita santidade. Ezequiel 28.22
Daily reading in version Bíblia Viva - Portuguese


Êxodo 10
Êxodo 11
Êxodo 12
Mateus 18.15-35

Êxodo 10


1
O SENHOR DISSE a Moisés: "Vá de novo falar com Faraó. Mas Eu mesmo endureci o coração dele e dos oficiais egípcios. Faço isto para mostrar no meio deles os sinais do meu poder. E que histórias maravilhosas você vai poder contar aos seus filhos e netos! Histórias sobre as coisas espantosas que estou fazendo no Egito! Conte a eles como zombei dos egípcios! E como provei a vocês que Eu sou o Senhor."
3
Assim Moisés e Arão pediram outra entrevista com o rei, e disseram: "O Senhor, o Deus dos hebreus, manda perguntar: 'Até quando você vai teimar em não se submeter a mim? Deixe o meu povo sair para me prestar culto. Se não, amanhã vou mandar nuvens de gafanhotos ao seu território. Serão tantos, que cobrirão a terra. Não ficará aparecendo nada, fora os gafanhotos! Eles vão devorar tudo que sobrou dos estragos feitos pela chuva de pedras. Nenhuma planta ficará livre do ataque dos gafanhotos! Eles vão invadir o seu palácio, as casas dos seus oficiais e todas as casas dos egípcios. Em toda a história do Egito, nunca se viu praga de gafanhotos como a que vai acontecer amanhã!" E Moisés deu as costas a Faraó, e saiu.
7
Os oficiais de Faraó se reuniram e falaram com o rei."Até quando vamos ficar nas mãos desse homem?", perguntaram."Será que Vossa Majestade não sabe que o Egito virou ruína completa? Deixe esses homens irem adorar o Senhor, o Deus deles! "
8
Em face disso, Moisés e Arão foram levados outra vez à presença de Faraó."Podem ir fazer culto ao Senhor seu Deus, " disse o rei."Mas me digam uma coisa: Quem vocês pretendem levar?"
9
"Temos de ir todos: moços e velhos, pais e filhos, o gado e o rebanho, " respondeu Moisés."Levaremos tudo e todos, pois precisamos estar juntos para a festa religiosa que vamos oferecer ao Senhor."
10
"Em nome de Deus, não deixarei as crianças irem!", disse Faraó."É fácil ver a conspiração que estão tramando! Não vão conseguir nunca! Se quiserem, vão só os homens só os adultos - para servir ao Senhor, pois foi isso que vocês pediram." E os dois foram postos para fora da sala do rei.
12
Então o Senhor disse a Moisés: "Erga a mão sobre a terra do Egito, para que venham os gafanhotos e cubram o território. Eles vão devorar tudo o que sobrou da chuva de pedras."
13
Moisés levantou a vara, e o Senhor fez Soprar um vento do leste, o dia inteiro e a noite inteira. Quando amanheceu, o Vento tinha trazido os gafanhotos.
14
Eles cobriram o território do Egito, de ponta a Ponta. Nunca aconteceu uma praga de gafanhotos como essa, em toda a história do Egito - nem nunca tornará a acontecer!
15
Pois os gafanhotos cobriram a superfície do território inteiro, a ponto de escurecer a terra. E comeram toda a vegetação que tinha sobrado da chuva de pedras. Não ficou nada verde nem nas árvores nem nos pastos - em todo o território egípcio.
16
Faraó mandou chamar Moisés e Arão às pressas. Disse ele: "Confesso que pequei contra o Senhor seu Deus, e contra vocês. Perdoem só mais esta vez o meu pecado! E peçam ao Senhor seu Deus que me livre desta morte."
18
Moisés saiu dali e orou ao Senhor.
19
Ele entendeu, e fez soprar um vento muito forte, vindo do oeste, que lançou os gafanhotos no Mar Vermelho. Não ficou nem um só gafanhoto em todo o território egípcio.
20
Mas o Senhor endureceu o coração de Faraó, e ele não deixou o povo de Israel sair.
21
Disse o Senhor a Moisés: "Erga a mão para o alto, e a terra do Egito ficará na escuridão. A escuridão será tanta, que poderá ser apalpada!"
22
Moisés ergueu a mão para o alto, e o Egito inteiro ficou na maior escuridão! Isso durou três dias.
23
Durante esses três dias, as pessoas não podiam ver umas às outras, e ninguém pôde sair do seu lugar. Mas nas casas dos israelitas não faltou luz!
24
Faraó mandou chamar Moisés. Disse o rei: "Podem ir servir ao Senhor, e levem as crianças também. Só quero que fiquem os seus rebanhos e o seu gado."
25
Moisés respondeu: "Vossa Majestade deverá deixar-nos levar os sacrifícios e ofertas queimadas que vamos oferecer ao Senhor. Nós vamos levar os nossos animais. Nem uma unha ficará aqui! Temos de levar tudo para o culto ao Senhor. Sim, porque só quando chegarmos lá é que vamos saber o que teremos de oferecer ao Senhor.
27
Porém o Senhor endureceu o coração de Faraó, e ele não quis deixar Israel ir.
28
Além disso, o rei disse a Moisés: "Saia da minha presença! E agora, cuidado! Não me apareça mais! Se algum dia me aparecer, nesse mesmo dia você morrerá."
29
"Numa coisa Vossa Majestade acertou, " disse Moisés."De fato, nunca mais tornarei a ver o seu rosto."

top

Êxodo 11


1
DISSE O SENHOR a Moisés: "Falta somente uma praga! Depois desta, Faraó vai deixar o meu povo sair. E não só vai deixar sair: Vai expulsar os israelitas de uma vez!
2
Agora instrua bem o povo. Diga que cada homem deve pedir ao vizinho. Objetos de prata e de ouro. A mesma coisa com as mulheres. Cada uma, peça essas coisas à vizinha."
3
Essa orientação foi dada porque o Senhor fez com que os egípcios se tornassem favoráveis aos israelitas. Outra coisa que favoreceu foi a fama de Moisés. Moisés era admirado em todo o Egito - tanto pelos oficiais do rei como por todo o povo.
4
Moisés disse a Faraó: "O Senhor mandou dizer: 'Mais ou menos à meia noite, vou passar pelo meio do Egito. E todos os filhos mais velhos vão morrer. Desde o filho mais velho de Faraó que senta no trono, até o filho mais velho da modesta criada que trabalha no moinho, todos vão morrer. Até mesmo as primeiras crias dos animais vão morrer.
6
E o povo egípcio vai fazer uma tremenda gritaria de desespero. Nunca antes se ouviu gritaria assim no Egito, nem se ouvirá nunca mais!
7
Mas os israelitas estarão tranqüilos. Entre eles não acontecerá nada - nem com os homens, nem com os animais. Estarão tão tranqüilos, que não se vai ouvir nem um cão rosnar! Isso, para que todo mundo fique sabendo que o Senhor fez diferença entre os egípcios e os israelitas.
8
Aí os seus oficiais irão correndo atrás de mim, e vão inclinar as cabeças na minha frente. E vão me dizer: "Saiam logo do Egito, você e o seu povo!" Então sairemos mesmo!". Depois de falar estas coisas a Faraó, Moisés saiu furioso.
9
"Faraó não vai dar atenção ao que você falou", disse o Senhor a Moisés. E vai ser assim para que Eu faça milagres maiores ainda na terra do Egito.
10
Por isso é que Moisés e Arão fizeram todos aqueles milagres, como sinais do poder de Deus, diante de Faraó, e ele continuou teimando em não deixar Israel sair. Sim, pois o próprio Senhor endureceu o coração de Faraó.

top

Êxodo 12


1
O SENHOR DISSE a Moisés e a Arão no Egito: "Este mês passa a ser o mais importante para Israel. 'Será o primeiro mês do ano, no calendário hebraico.
3
"Reúna a assembléia de Israel e diga: 'Vejam o que temos que fazer no dia dez deste mês. Cada um vai pegar um cordeiro. Dentro dos grupos de famílias, terá de ser um cordeiro para cada família.
4
"A menos que a família seja pequena demais para um cordeiro. Neste caso, uma família convidará outra para que as duas famílias comam o cordeiro. É só calcular bem o número das pessoas, e a quantidade que cada pessoa pode comer. Aí é fácil ver para quantas pessoas dá um cordeiro.
5
'Agora, o cordeiro não pode ter defeito físico. Em vez de cordeiro, pode ser um cabrito.
6
'Cada um guardará o animal até o dia quatorze deste mês. Nesse dia, no fim da tarde, cada cordeiro ou cabrito será morto.
7
E o seu sangue será colocado no alto e nos lados das portas das casas onde comerem desses animais sacrificados.
8
Terão de comer a carne assada no fogo, pães sem fermento, e verdura amarga.
9
'Que ninguém coma nada cru, nem cozido em água. Tanto a cabeça, como as pernas e os miúdos, terão de ser assados no fogo.
10
'Comam tudo o que puderem durante a noite. O que sobrar na manhã seguinte, terá de ser queimado.
11
'Agora, atenção! Vejam de que jeito deverão estar enquanto comerem: vestidos, calçados e com o cajado na mão! E comam depressa! Assim vai ser, porque é a páscoa do Senhor.
12
'Porque naquela noite vou passar pela terra do Egito e vou matar todos os filhos mais velhos - tanto de homens como de animais. Assim vou cumprir a sentença de condenação que lancei sobre os deuses do Egito. Eu sou o Senhor.
13
'O sangue vai servir de sinal nas casas em que vocês estiverem. Quando Eu enxergar sangue nas portas, passarei por alto, sem ferir ninguém ali. Assim, a praga de destruição com a qual vou ferir o Egito, não atingirá vocês.
14
'Esse dia será lembrado através da história de Israel a cada ano. E será comemorado com festa solene dedicada ao Senhor. Essa comemoração é Lei permanente, para ser cumprida por todas as gerações israelitas.
15
'Durante uma semana, comerão pães sem fermentar. Logo no primeiro dia dessa semana, tratem de jogar fora todo o fermento que tenham em casa. Assim ninguém vai correr perigo de comer coisas fermentada. Porque, quem comer coisa fermentada alguma vez durante essa semana, será cortado do povo de Israel.
16
'No primeiro e no último dia da semana, vocês terão assembléia santa. Nesses dias não farão nenhum trabalho de obrigação - a não ser para a alimentação. Este, e somente este, pode ser feito.
17
'Comemorem bem a festa dos pães sem fermento, para lembrar que nesse dia Eu tirei todo o povo de Israel do Egito. Essa comemoração terá de ser feita para sempre, por todas as gerações de Israel.
18
'Comerão pães sem fermento, desde a tarde do dia 14, do primeiro mês, até a tarde do dia 21 do mesmo mês.
19
'Durante os sete dias, que ninguém tenha fermento em casa! Porque, como já disse, aquele que comer pão fermentado, será eliminado da assembléia de Israel. E isto vale tanto para o nascido em terras de Israel, como também para o imigrante ou hóspede estrangeiro.
20
'Digo e repito: em todas as casas, não comam coisa alguma fermentada. E quanto aos pães, só comam pães sem fermento."
21
Moisés convocou todos os líderes de Israel e disse: "Escolham cordeiros suficientes para as suas famílias. Façam com esses animais o sacrifício da páscoa.
22
"Peguem um feixe de ramos de hissopo. Molhem o hissopo no sangue que estiver na bacia usada para sangrar o animal. Façam umas marcas com o sangue no alto e nos lados da porta. E que ninguém saia de casa até o dia seguinte!
23
"Porque o Senhor vai passar para atacar os egípcios. Mas quando encontrar sangue no alto e nos dois lados da porta, o Senhor passará adiante, e não deixará o destruidor entrar nas suas casas. Assim vocês não serão atingidos.
24
"Portanto, tratem de comemorar isto para sempre, como uma Lei permanente para vocês e para os seus descendentes.
25
"E quando estiverem morando na terra que o Senhor vai dar a vocês, como prometeu, continuem fazendo essa comemoração.
26
"Quando os seus filhos perguntarem: 'Que comemoração é esta? respondam: 'É o sacrifício da páscoa do Senhor. Isto faz lembrar que o Senhor passou por cima das casas dos israelitas no Egito. Foi quando Ele fez destruição nas casas dos egípcios, mas não tocou nas casas do nosso povo. '" Ao ouvir essas coisas, o povo se inclinou e prestou culto ao Senhor.
28
Os israelitas fizeram tudo o que o Senhor tinha mandado por meio de Moisés e Arão.
29
E à meia-noite, o Senhor destruiu todos os primeiros filhos da terra do Egito. Não escapou nenhum! Desde o filho mais velho de Faraó que sentava no trono, até o filho mais velho do escravo, que estava preso num porão. Também morreram todas as primeiras crias dos animais.
30
Todo mundo se levantou aflito: Faraó, os oficiais e todos os egípcios. E a gritaria foi enorme no Egito, porque não havia nenhuma casa sem algum morto.
31
Na mesma noite, o rei mandou dizer a Moisés e Arão: "Aprontem-se rápido, e saiam já do meio do meu povo, vocês e os demais israelitas. Vão servir ao Senhor, como vocês pediram. E podem levar as suas ovelhas e o seu gado, como queiram. Vão embora de uma vez, e me abençoem também!"
33
Os egípcios estavam desesperados! Faziam tudo para pôr para fora os israelitas! E gritavam: "Todos nós vamos morrer!"
34
Os israelitas amarraram em trouxas as bacias, as formas, a massa de pão sem fermentar e as roupas. Puseram as trouxas nos ombros. Antes de partir, pediram aos egípcios coisas de prata e de ouro, e roupas. Tudo como Moisés tinha dito. O Senhor fez com que os egípcios simpatizassem com os israelitas, e dessem tudo o que pediram. Assim os israelitas deixaram os egípcios sem as coisas de valor que tinham.
37
Foi desse jeito que Israel saiu do Egito! O ponto de partida foi Ramessés. Saíram dali para Sucote. Era uma multidão de 600. 000 homens andando a pé - fora mulheres e crianças. Era uma tremenda mistura de gente, ovelhas, gado - um número enorme de animais.
39
Como as massas que levavam, cozinharam pães e bolos sem fermento. Esse foi o alimento deles, porque saíram às pressas do Egito. Não puderam preparar outras provisões.
40
Os israelitas ficaram 430 anos no Egito. No fim desse período, saíram de lá. Nesse dia, todas as turmas do povo do Senhor saíram do Egito. Por isso, a noite desse dia ficou marcada para sempre na história de Israel, porque foi nessa noite que o Senhor tirou Seu povo do Egito. Essa noite não é como qualquer outra: É a noite do Senhor! Deve ser comemorada por todos os israelitas, em todas as gerações.
43
O Senhor deu mais estas instruções a Moisés. Disse Ele: "Este é o regulamento da páscoa: Nenhum estrangeiro pode comer dela.
44
"Todo escravo comprado por dinheiro e que foi circuncidado, pode comer.
45
"O estrangeiro visitante e o empregado não podem.
46
"O cordeiro da páscoa tem de ser comido numa só casa. Nenhum pedaço poderá sair fora dessa casa."Outra coisa: nenhum osso do cordeiro pode ser quebrado.
47
"Todos Os membros da assembléia de Israel participarão da páscoa.
48
"Quando algum estrangeiro estiver morando na casa de um israelita e quiser participar, pode. Mas a condição é esta: todo elemento do sexo masculino terá de ser circuncidado. Aí ele pode participar da páscoa, e será considerado como se fosse cidadão natural de Israel. "Mas notem bem! Nenhum homem não-circuncidado pode participar da páscoa.
49
"Quer dizer que tanto o cidadão natural de Israel como o estrangeiro que estiver vivendo em terras de Israel, têm de obedecer à mesma Lei."
50
Os israelitas fizeram tudo o que o Senhor tinha mandado por meio de Moisés e Arão.
51
Naquele mesmo dia, o Senhor tirou o povo de Israel do Egito - turma por turma.

top

Mateus 18

15-35
15
Se um irmão pecar contra você, vá a ele particularmente para que possa ficar frente a frente com sua falta. Se ele lhe atender e confessar, você ganhou de volta esse irmão.
16
Mas se não conseguir, leve então um ou dois outros com você e vá a ele novamente, provando tudo quanto você diz por meio dessas testemunhas.
17
Se ainda assim ele se recusar a atender, então leve o seu caso à igreja, e se a decisão da igreja for favorável a você, mas ele não aceitá-la, então a igreja deve excomungá-lo.
18
E Eu lhes digo isto - tudo o que vocês proibirem na terra está proibido no céu, e tudo o que vocês permitirem na terra, será permitido no céu.
19
Eu lhes digo isto também - se dois de vocês concordarem aqui embaixo na terra a respeito de qualquer coisa que vão pedir, meu Pai do céu o fará por vocês.
20
Pois onde dois ou três se reunirem porque são meus, Eu estarei ali mesmo entre eles.
21
Então Pedro veio a Ele e perguntou-lhe: "Senhor, quantas vezes eu devo perdoar um irmão que pecar contra mim? Sete vezes?"
22
"Não!" respondeu Jesus, "Setenta vezes sete!
23
O Reino dos Céus pode ser comparado a um rei que decidiu pôr em ordem suas contas com os criados.
24
E quando estava fazendo isso, foi-lhe trazido um dos seus devedores que lhe devia 10.000 talentos!
25
Ele não podia pagar; então, o rei ordenou que fosse vendido para pagar a dívida, bem como sua esposa e seus filhos, e tudo que ele tinha.
26
Mas o homem prostrou-se diante do rei, com o rosto em terra, disse: "Oh, senhor, tenha paciência comigo, e eu pagarei tudo".
27
Então o rei ficou cheio de pena dele, o soltou, e perdoou sua dívida.
28
Mas quando o homem saiu da presença do rei, foi a um homem que lhe devia 100 denários, o agarrou pela garganta, e exigia que lhes pagasse na hora.
29
O homem prostrou-se diante dele, suplicava que ele lhe desse um pouquinho mais de tempo. 'Tenha paciência, que eu pagarei', implorava ele.
30
Mas o seu credor não queria esperar. Mandou prender e encarcerar o homem, até que a dívida estivesse totalmente paga.
31
Então os amigos do homem foram ao rei e contaram o que tinha acontecido.
32
O rei chamou à sua presença o homem que ele havia perdoado, e disse: 'Seu malvado miserável! Eu lhe perdoei aquela dívida enorme, só porque você me pediu
33
Você não devia ter pena dos outros, do mesmo modo como eu tive de você?'
34
Então o rei, irado, mandou o homem ser duramente castigado, até pagar o último centavo que devia.
35
Assim meu pai celeste fará, se vocês se recusarem a perdoar verdadeiramente os seus irmãos".

top
Join our community
Facebook
Twitter