Disse-lhes ele: Por causa da vossa pouca fé pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar e nada vos será impossível. Mateus 17.20
Daily reading in version Revisada - Portuguese


Jó 9
Jó 10
Jó 11
2 Tessalonicenses 2

Jó 9


1
Então Jó respondeu, dizendo:
2
Na verdade sei que assim é mas como pode o homem ser justo para com Deus?
3
Se alguém quisesse contender com ele, não lhe poderia responder uma vez em mil.
4
Ele é sábio de coração e poderoso em forças quem se endureceu contra ele, e ficou seguro?
5
Ele é o que remove os montes, sem que o saibam, e os transtorna no seu furor
6
o que sacode a terra do seu lugar, de modo que as suas colunas estremecem
7
o que dá ordens ao sol, e ele não nasce o que sela as estrelas
8
o que sozinho estende os céus, e anda sobre as ondas do mar
9
o que fez a ursa, o Oriom, e as Plêiades, e as recâmaras do sul
10
o que faz coisas grandes e insondáveis, e maravilhas que não se podem contar.
11
Eis que ele passa junto a mim, e, nao o vejo sim, vai passando adiante, mas não o percebo.
12
Eis que arrebata a presa quem o pode impedir? Quem lhe dirá: Que é o que fazes?
13
Deus não retirará a sua ira debaixo dele se curvaram os aliados de Raabe
14
quanto menos lhe poderei eu responder ou escolher as minhas palavras para discutir com ele?
15
Embora, eu seja justo, não lhe posso responder tenho de pedir misericórdia ao meu juiz.
16
Ainda que eu chamasse, e ele me respondesse, não poderia crer que ele estivesse escutando a minha voz.
17
Pois ele me quebranta com uma tempestade, e multiplica as minhas chagas sem causa.
18
Não me permite respirar, antes me farta de amarguras.
19
Se fosse uma prova de força, eis-me aqui, diria ele e se fosse questão de juízo, quem o citaria para comparecer?
20
Ainda que eu fosse justo, a minha própria boca me condenaria ainda que eu fosse perfeito, então ela me declararia perverso:
21
Eu sou inocente não estimo a mim mesmo desprezo a minha vida.
22
Tudo é o mesmo, portanto digo: Ele destrói o reto e o ímpio.
23
Quando o açoite mata de repente, ele zomba da calamidade dos inocentes.
24
A terra está entregue nas mãos do ímpio. Ele cobre o rosto dos juízes se não é ele, quem é, logo?
25
Ora, os meus dias são mais velozes do que um correio fogem, e não vêem o bem.
26
Eles passam como balsas de junco, como águia que se lança sobre a presa.
27
Se eu disser: Eu me esquecerei da minha queixa, mudarei o meu aspecto, e tomarei alento
28
então tenho pavor de todas as minhas dores porque bem sei que não me terás por inocente.
29
Eu serei condenado por que, pois, trabalharei em vão?
30
Se eu me lavar com água de neve, e limpar as minhas mãos com sabão,
31
mesmo assim me submergirás no fosso, e as minhas próprias vestes me abominarão.
32
Porque ele não é homem, como eu, para eu lhe responder, para nos encontrarmos em juízo.
33
Não há entre nós árbitro para pôr a mão sobre nós ambos.
34
Tire ele a sua vara de cima de mim, e não me amedronte o seu terror
35
então falarei, e não o temerei pois eu não sou assim em mim mesmo.

top

Jó 10


1
Tendo tédio à minha vida darei livre curso à minha queixa, falarei na amargura da minha alma:
2
Direi a Deus: Não me condenes faze-me saber por que contendes comigo.
3
Tens prazer em oprimir, em desprezar a obra das tuas mãos e favorecer o desígnio dos ímpios?
4
Tens tu olhos de carne? Ou vês tu como vê o homem?
5
São os teus dias como os dias do homem? Ou são os teus anos como os anos de um homem,
6
para te informares da minha iniqüidade, e averiguares o meu pecado,
7
ainda que tu sabes que eu não sou ímpio, e que não há ninguém que possa livrar-me da tua mão?
8
As tuas mãos me fizeram e me deram forma e te voltas agora para me consumir?
9
Lembra-te, pois, de que do barro me formaste e queres fazer-me tornar ao pó?
10
Não me vazaste como leite, e não me coalhaste como queijo?
11
De pele e carne me vestiste, e de ossos e nervos me teceste.
12
Vida e misericórdia me tens concedido, e a tua providência me tem conservado o espírito.
13
Contudo ocultaste estas coisas no teu coração bem sei que isso foi o teu desígnio.
14
Se eu pecar, tu me observas, e da minha iniqüidade não me absolverás.
15
Se for ímpio, ai de mim! Se for justo, não poderei levantar a minha cabeça, estando farto de ignomínia, e de contemplar a minha miséria.
16
Se a minha cabeça se exaltar, tu me caças como a um leão feroz e de novo fazes maravilhas contra mim.
17
Tu renovas contra mim as tuas testemunhas, e multiplicas contra mim a tua ira reveses e combate estão comigo.
18
Por que, pois, me tiraste da madre? Ah! se então tivera expirado, e olhos nenhuns me vissem!
19
Então fora como se nunca houvera sido e da madre teria sido levado para a sepultura.
20
Não são poucos os meus dias? Cessa, pois, e deixa-me, para que por um pouco eu tome alento
21
antes que me vá para o lugar de que não voltarei, para a terra da escuridão e das densas trevas,
22
terra escuríssima, como a própria escuridão, terra da sombra trevosa e do caos, e onde a própria luz é como a escuridão.

top

Jó 11


1
Então respondeu Zofar, o naamatita, dizendo:
2
Não se dará resposta à multidão de palavras? ou será justificado o homem falador?
3
Acaso as tuas jactâncias farão calar os homens? e zombarás tu sem que ninguém te envergonhe?
4
Pois dizes: A minha doutrina é pura, e limpo sou aos teus olhos.
5
Mas, na verdade, oxalá que Deus falasse e abrisse os seus lábios contra ti,
6
e te fizesse saber os segredos da sabedoria, pois é multiforme o seu entendimento sabe, pois, que Deus exige de ti menos do que merece a tua iniqüidade.
7
Poderás descobrir as coisas profundas de Deus, ou descobrir perfeitamente o Todo-Poderoso?
8
Como as alturas do céu é a sua sabedoria que poderás tu fazer? Mais profunda é ela do que o Seol que poderás tu saber?
9
Mais comprida é a sua medida do que a terra, e mais larga do que o mar.
10
Se ele passar e prender alguém, e chamar a juízo, quem o poderá impedir?
11
Pois ele conhece os homens vãos e quando vê a iniqüidade, não atentará para ela?
12
Mas o homem vão adquirirá entendimento, quando a cria do asno montês nascer homem.
13
Se tu preparares o teu coração, e estenderes as mãos para ele
14
se há iniqüidade na tua mão, lança-a para longe de ti, e não deixes a perversidade habitar nas tuas tendas
15
então levantarás o teu rosto sem mácula, e estarás firme, e não temerás.
16
Pois tu te esquecerás da tua miséria apenas te lembrarás dela como das águas que já passaram.
17
E a tua vida será mais clara do que o meio-dia a escuridão dela será como a alva.
18
E terás confiança, porque haverá esperança olharás ao redor de ti e repousarás seguro.
19
Deitar-te-ás, e ninguém te amedrontará muitos procurarão obter o teu favor.
20
Mas os olhos dos ímpios desfalecerão, e para eles não haverá refúgio a sua esperança será o expirar.

top

2 Tessalonicenses 2


1
Ora, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, rogamos-vos, irmãos,
2
que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola como enviada de nós, como se o dia do Senhor estivesse já perto.
3
Ninguém de modo algum vos engane porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição,
4
aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus.
5
Não vos lembrais de que eu vos dizia estas coisas quando ainda estava convosco?
6
E agora vós sabeis o que o detém para que a seu próprio tempo seja revelado.
7
Pois o mistério da iniqüidade já opera somente há um que agora o detém até que seja posto fora
8
e então será revelado esse iníquo, a quem o Senhor Jesus matará como o sopro de sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda
9
a esse iníquo cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás com todo o poder e sinais e prodígios de mentira,
10
e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para serem salvos.
11
E por isso Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira
12
para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na injustiça.
13
Mas nós devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos, amados do Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a santificação do espírito e a fé na verdade,
14
e para isso vos chamou pelo nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.
15
Assim, pois, irmãos, estai firmes e conservai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.
16
E o próprio Senhor nosso, Jesus Cristo, e Deus nosso Pai que nos amou e pela graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança,
17
console os vossos corações e os confirme em toda boa obra e palavra.

top
Join our community
Facebook
Twitter